Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Actualidade

Empresas com boas perspectivas de negócio em Marrocos

A existência de muitas e diversificadas oportunidades de negócio e o factor proximidade geográfica tornam o mercado marroquino apetecível para as empresas nacionais. Esta é a principal conclusão retirada pelas cinco empresas que integraram a missão empresarial da NERLEI a Marrocos, que decorreu entre 21 e 25 de Novembro.

Na sequência da participação nesta missão empresarial, a maioria das empresas perspectiva a realização de negócios neste mercado, os quais poderão revestir diversas formas, desde a ‘simples’ exportação à actuação através de representantes dos seus produtos.

Na visita participaram a Global Petróleos, SA, de energias renováveis, combustíveis e gás; a Inovopedra, Lda, indústria transformadora de rochas; a Pervedant, Lda, fabricantes de vedantes para caixilharia de alumínio; a SIE – Sociedade Internacional Embalagens, SA; e a Tufipema, SA, de transformação de plásticos, que reuniram com diversas empresas marroquinas. O facto destas reuniões terem decorrido nas próprias instalações das empresas, foi considerado como muito positivo por parte das empresas portuguesas já que permitiu obter um conhecimento mais real das condições e realidade do tecido empresarial marroquino. Num encontro com o delegado da aicep Portugal Global em Marrocos, as empresas participantes tiveram ainda a possibilidade de esclarecer algumas questões mais práticas e com as quais se poderão confrontar na sua abordagem a este mercado.

Foi possível constatar que o mercado marroquino apresenta carências em muitos sectores de actividade, como por exemplo ao nível da fileira da construção e ambiente, e valoriza a especificidade e diferenciação na oferta de produtos e serviços.

Devido ao seu relacionamento com a União Europeia, Marrocos adoptou recentemente diversas medidas tendentes à harmonização da sua legislação em diversas áreas de investimento, factor que deverá ser aproveitado pelas empresas portuguesas. Além disso, prevê-se, a partir de 2012, a anulação dos direitos aduaneiros nas transacções entre Portugal e Marrocos.

O Departamento de Apoio à Internacionalização da NERLEI, que acompanhou esta missão empresarial, está disponível para esclarecimentos adicionais sobre este e outros mercados a todas as empresas interessadas em obter mais informações.

NERLEI

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros.