Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Actualidade

Carlos Costa defende acordo multianual com limites ao défice

O governador do Banco de Portugal defendeu hoje um acordo político multianual que estabeleça tetos para o défice, dívida e despesa pública, e a divulgação de informação mensal sobre as várias componentes das finanças públicas.

“A aprovação do orçamento para 2011 constitui um passo necessário e incontornável para repor a confiança dos mercados financeiros na política financeira do Estado português, todavia, como já tive ocasião de afirmar, não basta. São necessárias medidas adicionais que garantam a confiança dos mercados na sustentabilidade das finanças públicas portuguesas a médio prazo”, afirmou Carlos Costa, durante uma conferência promovida pela Ordem dos Economistas, para debater a proposta de orçamento.

Carlos Costa reconheceu as dúvidas dos investidores sobre as finanças públicas e defendeu que sejam reconhecidas essas interrogações, recusando, no entanto, que os mercados sejam seguidos cegamente.

LE com Lusa

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros.