Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Actualidade

Cabo Verde: crise em Portugal preocupa banco central

A crise económica e financeira em Portugal vai ter “impacto negativo” em Cabo Verde, disse ontem o governador do banco central cabo-verdiano que, porém, se escusou a comentar os problemas no país de quem o arquipélago “muito depende”.

“Sem dúvida que a situação económica e financeira em Portugal tem impacto em Cabo Verde. Temos uma economia muito ligada a Portugal. Temos relações comerciais, temos transferências, temos relações de financiamento”, disse Carlos Burgo, em resposta a uma questão da Agência Lusa.

“Basta dizer que Portugal é a origem de fluxos turísticos muito importantes para Cabo Verde e a nossa economia depende muito da dinâmica do Turismo. Portugal é também país de acolhimento de uma importante comunidade de cabo-verdianos, é mesmo a principal origem de remessas de emigrantes, assim como é também uma das principais origens de turistas para Cabo Verde”, acrescentou.

Carlos Burgo, numa conferência de imprensa destinada a dar conta do segundo Relatório de Política Económica de Cabo Verde, lembrou também que a Cidade da Praia tem um acordo de cooperação cambial com Portugal e ainda financiamentos, entre donativos e empréstimos.

LE com Lusa

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros.