Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Actualidade

Portugal assume meta de 31% de energias renováveis até 2020

O Governo fixou esta quinta-feira, no âmbito do pacote energia e clima, em 31% a meta de incorporação de energias renováveis a atingir até 2020, valor superior em 11% ao mínimo exigido pela União Europeia.
A meta estabelecida pelo Governo foi transmitida pelo secretário de Estado da Energia e da Inovação, Carlos Zorrinho, após o Conselho de Ministros ter aprovado dois decretos e duas transposições de directivas comunitárias na área da energia.

“Portugal fixa uma meta de 31%, superior ao mínimo de 20% estabelecido pela União Europeia. Fixamos também metas intermédias, mas posso adiantar que a meta intercalar de 2011 e 2012, que é de 22,6% de incorporação, será este ano já ultrapassada”, frisou o membro do Governo.

Ainda de acordo com Carlos Zorrinho, o Governo prevê ultrapassar a meta de 31% até 2020, “se dos pontos de vista económico e do sistema isso fizer sentido”.

“Portugal fixou a meta de 10% em termos de incorporação de energias renováveis no sector dos transportes, mas também aqui esta meta será ultrapassada”, declarou.

Segundo Carlos Zorrinho, ao nível dos transportes, Portugal tem um a meta de incorporação de biofuel na ordem dos 10% e possui a ambição de incorporar 10% com os veículos eléctricos”.

“Penso que poderemos duplicar esta meta no sector dos transportes”, acrescentou.

LE com Lusa

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros. 

Exportações de moldes atingem novo recorde em 2016

Em 2016, as exportações da indústria portuguesa de moldes ascenderam a 626 milhões de euros, o que representa o quinto recorde consecutivo e a primeira vez que ultrapassam a barreira dos 600 milhões de euros. Aquele valor representa um acréscimo de 92% face a 2010.