Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Actualidade

BdP: Novas medidas «não parecem ser suficientes» para 2011

O Banco de Portugal (BdP) considera que, apesar do atual programa de consolidação ser «muito exigente», as medidas de austeridade anunciadas pelo Governo «não parecem ser suficientes» para atingir objetivo para 2011.

No seu boletim económico hoje divulgado, a instituição liderada por Carlos Costa afirma mesmo que «as medidas de caráter permanente desde já bem especificadas não parecem ser suficientes para garantir a prossecução do objetivo assumido para 2011».

O banco central sublinha que considera o programa atual como «muito exigente» e que a sua materialização «revela-se essencial para reduzir o prémio de risco da dívida soberana», permitindo à economia portuguesa voltar a beneficiar de condições mais favoráveis de financiamento.
«O actual programa de ajustamento orçamental é muito exigente, não sendo evidente que o conjunto de medidas recentemente anunciadas e já bem especificadas seja suficiente para garantir a sua prossecução», diz a instituição.

O Banco de Portugal afirma que «o cumprimento escrupuloso dos objectivos orçamentais actualmente delineados surge como indispensável», conjugadas naturalmente com medidas de incentivo ao crescimento económico, abrindo a porta a novas medidas a tomar para assegurar as metas traçadas de reduzir o défice para baixo dos 3 por cento exigidos por Bruxelas já em 2012.

«Estas medidas, bem como outras que venham a revelar-se necessárias, enquadram-se num processo de consolidação orçamental que, apesar de favorável – e mesmo indispensável – ao crescimento da economia no médio e longo prazo, terá um impacto contraccionista no curto prazo», escreve o banco central.

O Banco de Portugal reviu hoje em alta o crescimento económico para 1,2 por cento este ano, projectando no entanto uma estagnação em 2011, sem contar ainda com as últimas medidas de austeridade anunciadas pelo Governo.

De acordo com o Boletim Económico de Outono hoje publicado, o banco central prevê que a economia portuguesa cresça mais 0,3 pontos percentuais em 2010 do que na sua última projecção, de 0,9 para 1,2 por cento, beneficiando de um aumento maior que o esperado da procura interna e das exportações.

LE com Lusa

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros.