Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Empresas

Construtora Abrantina termina obra pioneira na área da saúde

A Construtora Abrantina, empresa do universo do Grupo Lena, terminou este mês a obra do CICA (Centro Integrado de Cirurgia do Ambulatório), do Hospital Geral de Santo António, cujo cliente é o Centro Hospitalar do Porto, E.P.E, revela a empresa em comunicado.

A empreitada com um prazo de execução de cerca de dois anos e um valor de adjudicação de aproximadamente 10 milhões de euros, envolveu a concepção e construção de uma unidade de saúde que se distingue pela forma circular do edifício, com 45 metros de diâmetro e 38 metros de altura, ao longo de 11 pisos, seis dos quais no subsolo.

«Esta é uma obra de extrema importância para o sector da saúde, uma vez que é a primeira unidade do país destinada exclusivamente a cirurgias do ambulatório, permitindo assim aumentar substancialmente as intervenções neste regime, que evitam o internamento desnecessário dos pacientes e proporcionam um aumento na qualidade de saúde do doente, para além das vantagens clínicas e sociais associadas», explica a empresa.

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros.