Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Actualidade

Ministro das Finanças promove novo produto de poupança

O ministro das Finanças apelou hoje à atitude de poupança dos portugueses, considerando que se trata da «melhor forma de lutar contra o endividamento externo», mas garantiu que o Estado não pretende sobrepor-se às funções da banca.

«Os problemas do país resolvem-se com um esforço adicional de poupança. É o que o Estado está a fazer e é o que apelo a todos os cidadãos fazerem», disse Teixeira dos Santos durante a cerimónia de lançamento dos Certificados do Tesouro.

O ministro lembrou que a taxa de poupança em Portugal tem vindo a baixar de uma forma “significativa” nos últimos 15/20 anos.

Assim, de acordo com o governante, os certificados do Tesouro permitem «uma atitude de poupança a médio/longo e premeia essa atitude», pelo que não pretende concorrer com produtos de curto prazo, que é o que faz a banca.

«Não pretendemos canibalizar as aplicações do sistema bancário de curto prazo», disse.
Para Teixeira dos Santos, os Certificados do Tesouro (CT) são assim um produto «atraente» em termos de remunerações e «cativante» em termos de poupança a longo prazo.

Os títulos de dívida pública do Estado estão disponíveis a partir de hoje para subscrição ‘on line’ no Instituto de Gestão da Tesouraria e do Crédito Público (IGCP) ou nas estações dos CTT.

Os certificados do tesouro subscritos este mês pagam juros brutos de 5,5 por cento em 10 anos e 4,45 por cento em cinco anos.

LE com Lusa

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros.