Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Actualidade

Chinesa Geely tem luz verde para comprar a Volvo

A União Europeia autorizou hoje a compra da marca sueca Volvo ao grupo chinês Geely, naquela que é a maior aquisição da China no estrangeiro no ramo automóvel.

A Comissão Europeia divulgou hoje que a aquisição “não põe em causa a concorrência” na Europa pelo que não há qualquer incompatibilidade ao negócio que envolve 1,8 mil milhões de dólares (cerca de 1,4 mil milhões de euros).

A Zhejiang Geely Holding Group uniu-se à empresa estatal chinesa Daqing para comprar a Volvo, que actualmente pertence à norte-americana Ford.

Depois de um pré-acordo ter sido assinado, em Março, pelo presidente da Gelly, Li Shufu, e o director financeiro da Ford, Lewis Booth, na presença do ministro chinês da Indústria e da ministra sueca para os Assuntos Empresariais e Energia, faltava apenas o sim das entidades reguladoras para a concretização o negócio.

Em 1999, a Ford adquiriu a Volvo por cerca de 4,3 mil milhões de euros, cerca de um terço do valor que agora será pago pelo grupo chinês.

A marca fundada na cidade sueca de Gotemburgo, em 1927, tem vindo a ser afectada pela crise económica e financeira mundial, passando de 460 mil unidades vendidas em 2007 para cerca de 335 mil em 2009.

De acordo com o grupo chinês, serão gastos 900 milhões de euros na expansão da Volvo com vista a torná-la rentável novamente.

LE com Lusa

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros.