Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Actualidade

Nova linha de crédito apoiará as exportações para China

Portugal vai criar uma linha de crédito para apoiar as exportações para a China, revelou hoje o ministro português da Economia, Inovação e Desenvolvimento, José Vieira da Silva. «A China será rapidamente um dos nossos maiores mercados fora da Europa», disse Vieira da Silva num encontro com jornalistas no pavilhão de Portugal na Expo 2010, em Xangai.

Vieira da Silva não precisou quando a referida linha de crédito será lançada nem o respetivo montante, indicando apenas que isso acontecerá «brevemente». «Os trabalhos estão muito avançados», disse.

Desde 2005, as exportações portuguesas para a China aumentaram em média 20% ao ano e nos primeiros quatro meses de 2010 subiram 80% em relação a igual período do ano anterior.

Na sessão solene comemorativa do Dia de Portugal na Expo 2010, um vice ministro das Finanças, Liao Xiao Jun, defendeu uma «cooperação cada vez mais ativa com Portugal».

«Tradicionalmente, os nossos países tem um bom relacionamento e partilham opiniões iguais sobre várias questões internacionais», disse o governante chinês.

O programa do dia de Portugal na Expo 2010, celebrado hoje, inclui dois espetáculos – com Mariza e o grupo Amália Hoje – e uma Arruada Minhota, com um rancho folclórico e um grupo de Zés Pereiras de Viana do Castelo.

A Expo 2010 é a maior exposição universal de sempre, com cerca de 240 países e organizações internacionais, e decorre de 01 de maio a 31 de outubro, dedicada ao tema «Better City, Better Life» (Melhores Cidades, Maior Qualidade de Vida).

Portugal apresenta-se como «uma praça para o mundo» e «um mundo de energias», conceitos que procuram ampliar a posição geoestratégica do país («porta do Atlântico») e a «criatividade e inovação» dos portugueses.

Lusa

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros. 

Exportações de moldes atingem novo recorde em 2016

Em 2016, as exportações da indústria portuguesa de moldes ascenderam a 626 milhões de euros, o que representa o quinto recorde consecutivo e a primeira vez que ultrapassam a barreira dos 600 milhões de euros. Aquele valor representa um acréscimo de 92% face a 2010.