Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Actualidade

China: Toyota parou produção em Cantão

Uma fábrica da Toyota em Cantão, sul da China, parou a produção devido a uma greve numa subsidiária da empresa, no último episódio da persistente agitação laboral no país, disse hoje a imprensa oficial chinesa.

A produção naquela fábrica, uma unidade com capacidade para fabricar 360.000 veículos por ano, foi suspensa terça-feira de manhã e segundo um porta-voz da empresa citado pelo China Daily, “ainda não há uma decisão quanto ao recomeço da laboração”.

Os cerca de 1 100 trabalhadores da subsidiária, a Denso Nansha, localizada também em Cantão, reclamam aumentos salariais, disse o mesmo jornal, sem precisar quanto.

Várias empresas com capitais externos, e em particular do ramo automóvel, têm sido agitadas por greves e protestos desde maio.

Domingo passado, grevistas de uma fábrica da Toyota em Tianjin, norte da China, voltaram ao trabalho, depois da companhia ter acordado um aumento salarial de 13 por cento.

Os cerca de 1.300 trabalhadores daquela empresa ganhavam em média 1.500 por mês (180 euros) e a greve, de três dias, foi convocada “através da Internet”, refere o China Daily.

As greves têm tido invulgar destaque na imprensa oficial chinesa, numa aparente indicação de que o tempo da China como inesgotável viveiro de mão-de-obra barata e dócil estará a acabar.

LE com Lusa

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros. 

Exportações de moldes atingem novo recorde em 2016

Em 2016, as exportações da indústria portuguesa de moldes ascenderam a 626 milhões de euros, o que representa o quinto recorde consecutivo e a primeira vez que ultrapassam a barreira dos 600 milhões de euros. Aquele valor representa um acréscimo de 92% face a 2010.