Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Actualidade

Câmara da Batalha investe 3,5 milhões nas termas das Salgadas

A Câmara da Batalha vai investir 3,5 milhões de euros para reativar o complexo termal das Salgadas, na localidade de Brancas, projecto que pretende agregar as vertentes da saúde, bem estar e lazer, afirmou sexta-feira o presidente da autarquia.

O autarca adiantou que o investimento conta com um financiamento de um milhão de euros do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional, verba que o «município não quer desperdiçar», mas admitiu existirem algumas dúvidas sobre a possibilidade de a Câmara recorrer ao financiamento bancário.

«A 31 de dezembro de 2009 tínhamos 96 por cento de capacidade de endividamento disponível, o que eram boas notícias. Com a nova legislação, vamos ficar com possibilidade de endividamento zero», explicou António Lucas, apontando ainda a impossibilidade de admissão de pessoal sem autorização da tutela.

«O objectivo é lançar o concurso público ainda este ano», afirmou à agência Lusa António Lucas, explicando que após o executivo ter aprovado o estudo prévio segue-se a elaboração dos projetos final e de especialidades.

O complexo termal das Salgadas contempla um edifício de dois pisos que, além dos balneários, vai dispor também de ginásios, gabinetes médicos, diversas salas de tratamento, hidromassagem e um SPA.

A obra vai nascer junto à actual unidade de cuidados continuados da Misericórdia da Batalha, pretendendo funcionar numa «lógica de complementaridade».«Para aproveitar sinergias e rentabilizar bem os dois equipamentos», justificou António Lucas, acreditando que o investimento vai ser «mais uma alternativa ao turismo do concelho».

As termas das Salgadas estiveram em funcionamento até à década de 50 do século passado, sendo as suas águas usadas sobretudo para tratamento de doenças das vias respiratórias e do reumatismo.

No âmbito do projeto de reativação das termas, a Câmara Municipal requereu o ano passado à Direcção-Geral de Energia e Geologia a atribuição da concessão de exploração de águas minerais, que foi aprovada por um período de 50 anos.

LE com Lusa

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros. 

Exportações de moldes atingem novo recorde em 2016

Em 2016, as exportações da indústria portuguesa de moldes ascenderam a 626 milhões de euros, o que representa o quinto recorde consecutivo e a primeira vez que ultrapassam a barreira dos 600 milhões de euros. Aquele valor representa um acréscimo de 92% face a 2010.