Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Actualidade

António de Sousa concorda com taxa à banca para fundo prevenção

O presidente da Associação Portuguesa de Bancos (APB), António de Sousa, disse hoje, em Bruxelas, que a aplicação de uma taxa à banca para custear combate a futuras crises económico-financeiras será uma medida «muito positiva».

António de Sousa sublinhou que «deve existir um ‘resolution fund’, um fundo para resolver situações deste género».

«A [questão] é como é que funciona esse fundo, e como é que esse fundo europeu se articula com os nacionais. E, obviamente, terão que ser os bancos a pagar esse fundo, disso não há dúvida nenhuma».

O ex-governador do Banco de Portugal referiu ainda que quem paga são as instituições, que estão protegidas e têm sistemas de cobertura, Tudo parte do mesmo modelo de negócio.

António de Sousa falava aos jornalistas à saída de uma reunião com o comissário europeu para o Mercado Interno, Michel Barnier.

Na reunião estiveram ainda presentes os presidente da Caixa Geral de Depósitos, Faria de Oliveira, do Banco Espírito Santo, Ricardo Salgado, e do BPI, Fernando Ulrich. Sobre o encontro, António de Sousa disse ter servido para «tratar das medidas, quer as que estão em estudo, quer as que já estão em consulta pública quer as que estão numa fase anterior, sobre a supervisão financeira na Europa».

«Uma das coisas que nos preocupa é que as regras que venham a ser adotadas sejam viáveis, eficientes e eficazes num país onde os bancos emprestam fundamentalmente a pequenas e médias empresas», especificou António de Sousa.

LE com Lusa

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros.