Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Actualidade

Distrito de Leiria reduz pedidos de insolvência

O distrito de Leiria é um dos distritos do país que registou uma redução do número de pedidos de insolvência no primeiro trimestre de 2010, quando em comparação com o mesmo período de 2009, contrariando a média nacional que regista uma aumento de cerca de 9% de pedidos de insolvência, segundo dados do Instituto Informador Comercial.

No primeiro trimestre do ano, 40 empresas fizeram o pedido de insolvência no distrito de Leiria, uma redução de cerca de 15% face ao mesmo período do ano anterior, em que 47 empresas pediram insolvência. Os Açores (redução de 67%), o distrito de Bragança (redução de 33%) e Castelo Branco (redução de 25%) estão também entre os distritos que registaram menos pedidos de insolvência. Os distritos do país onde se verificaram mais pedidos de insolvência são Portalegre (aumento de 450%), Beja (aumento de 150%) e Évora (aumento de 82%).

A nível nacional, foram registados 1.066 casos de insolvência, o que traduz um aumento de cerca de 9% face ao ano anterior, em que foram registados 982 pedidos de insolvência. O comércio por grosso e a retalho lidera a lista das insolvências. No caso do comércio a retalho, registou-se um agravamento de 25,5%, passando de 98, em 2009, para 123 empresas em dificuldades neste primeiro trimestre. No sector da construção e da promoção imobiliária há cerca de 220 empresas com dificuldades.

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros.