Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Empresas

Unipasta inaugura segunda unidade para duplicar produção

Tiago Oliveira

A Unipasta, uma empresa produtora de pasta cerâmica de Pombal, detida pelo Grupo Lagoa, inaugurou na tarde de ontem uma nova unidade de produção, que simboliza um investimento na ordem dos 10 milhões de euros e visa duplicar a produção actual. A empresa espera, no decorrer deste ano, elevar o volume de negócios para 14 milhões de euros, face aos 10 milhões de 2009.

Com este novo investimento são criados mais dez postos de trabalho, aumentado para 36 o número de funcionários da empresa. «A produção vai alimentar industriais fora do concelho e de Portugal», salientou o administrador da Unipasta, acrescentando que a ampliação da empresa irá ter «um efeito dinamizador no sector».

Carlos Lagoa, o administrador da empresa, referiu na ocasião, que «a estratégia empresarial tem sido suportada por investimentos constantes em inovação e ambiente» e adiantou que esta nova unidade de produção visa também valorizar os recursos da região, de onde provêm as matérias-primas utilizadas.

A empresa aproveitou a ocasião para apresentar uma nova linha de produtos, designados eco-pasta, que são fabricados na nova unidade, com a utilização parcial de resíduos ali gerados, o que se traduz em maior auto-suficiência a nível de matéria-prima. Com este investimento, a empresa conta, em 2010, duplicar a produção para cerca de 150 mil toneladas.

QREN e Inovcapital financiam investimento

O presidente do IAPMEI, Luís Filipe Costa, que marcou presença na inauguração, considerou que a Unipasta é uma empresa «possuidora de capacidade gestora, e capaz de atrair investimentos públicos e privados» e anunciou que 2,3 milhões de euros vão ser injectados na fábrica para financiar a nova unidade de produção, resultado de uma candidatura ao QREN. Este valor acresce aos cerca de 1,6 milhões de euros que já foram investidos pela Inovcapital, uma sociedade de capital de risco do Ministério da Economia.

Luís Filipe Costa destacou ainda que a Unipasta «apesar de, directamente, não ser uma empresa exportadora, fornece as matérias-primas a empresas que posteriormente colocam o produto final nos mercados externos».

No final, Narciso Mota, presidente da Câmara Municipal de Pombal, congratulou-se com o facto de «apesar da recessão económica» o concelho de Pombal «continuar a crescer». O autarca incentivou o crescimento da empresa e frisou que «a actual legislação é o primeiro obstáculo às PME em Portugal».

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros.