Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Actualidade

Licenciatura inflaciona em 763 euros os salários dos portugueses

Os trabalhadores licenciados portugueses ganhavam, em 2006, em média, 1.625 euros mensais, mais 763 euros do que a média dos salários de quem tinha o ensino secundário (862 euros mensais). No mesmo ano, o salário médio da economia portuguesa era de 805 euros mensais, segundo o estudo de Nuno Alves, Mário Centeno e Álvaro Novo do Departamento de Estudos Económicos do Banco de Portugal publicado no Boletim da Primavera do Banco de Portugal, citado pelo Dinheiro Digital.

Os trabalhadores com habilitações ao nível do secundário viram, entre 1982 e 2006, os seus salários reais aumentarem de 799 para 861 euros mensais, ou seja, um aumento de 7,76%. No mesmo período de tempo, os trabalhadores licenciados viram os seus salários reais crescerem de 1 339 para os 1 625, num aumento de 21,36%, adianta o site de informação.

Em relação aos indivíduos com nível mais baixo de habilitações literárias (quatro ou menos anos de escolaridade), tiveram igualmente um aumento do salário médio de 527 para os 588 euros mensais, num aumento de 11,57%.

LE com Dinheiro Digital

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros.