Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Actualidade

Bancos recorrem a leilões para vender casas

Os bancos estão a recorrer cada vez mais a leilões para venderem as casas executadas aos clientes que já não conseguem pagar os seus empréstimos à habitação, refere a edição de hoje do Diário de Notícias.

Em 2009, a Euro Estates e Luso-Roux, as duas únicas leiloeiras imobiliárias dedicadas a este negócio, venderam quase duas mil casas, um aumento de 80% face a 2008. A taxa de êxito também aumentou: enquanto em 2008, cerca de mil casas levadas a leilão não foram vendidas, em 2009 ficaram por vender 725 imóveis. No total, as duas leiloeiras colocaram à venda 2700 imóveis em 2009, mais 28,5 % que no ano anterior.

Neste momento, chegam a realizar-se dois leilões por semana, levando cada um à praça, em média, 65 imóveis com hipotecas executadas, num total que ronda as 120 casas por semana. É uma das consequências do aumento do incumprimento no pagamento dos empréstimos refere o jornal, destacando que o crédito malparado na habitação atingiu, em Janeiro deste ano, 1,9 mil milhões de euros.

LE com Diário de Notícias

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros.