Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Empresas

LeiriaShopping inaugura em Março com loja Fnac

Célia Marques

O LeiriaShopping, o novo centro comercial da Sonae Sierra que resulta da ampliação do Continente de Leiria, vai ser inaugurado em Março do próximo ano. Cerca de 17% dos lojistas são empresas locais. O centro comercial vai contar com uma loja Fnac com 2500 metros quadrados.

As 124 lojas que integram o centro estão praticamente todas arrendadas (restam apenas quatro em processo de negociação) e a grande novidade no que toca a espaços de grande dimensão é a vinda de uma loja Fnac, com 2500 metros quadrados.

Ao espaço Fnac – e ao hipermercado Continente, Sportzone e Worten, que se irão manter – acrescem sete salas de cinema Castello Lopes, a Zara, H&M, C&A e Modalfa.

A estas marcas vêm juntar-se, entre outras, a Lanidor, Sacoor, Tintoretto, Springfield, Woman Secret, Pull&Bear, Bershka, Loja do Gato Preto, Boutique dos Relógios, Bertrand, O Boticário, Parfois, Tiffosi, Multiopticas, Samsonite, Golden Point, O Celeiro, Casa das Peles, Haity, General Óptica e Natura, bem como 19 restaurantes, como a McDonald’s, Pizza-Hut e Portugália.

Cerca de 17% de lojistas locais

Cerca de 17% dos lojistas que estarão presentes no LeiriaShopping são empresas locais, entre as quais se encontram as marcas Plush, Bianca, Lizquadro, O Jardim, Equipe Donna, Mais Bela, San Luís, The American Dinner e Leitão com Pão. Dentro destes 17% estão também empresários locais franchisados, como a Chiquíssimo (Triumph), TNC Telecomunicações (Vodafone), Café Primavera (Loja das Sopas) e Grupo Caixeiro (Mango, Giovani Gali, Salsa, Upstyle).

João Falcão Mena, responsável de desenvolvimento de projectos da Sonae Sierra para a Península Ibérica, afirmou durante a apresentação do centro comercial à comunicação social que os 17% estão dentro da média verificada noutros locais – que se situa entre 15 a 25% – e que este valor «tende a subir depois do centro comercial estar em operação, quando as marcas nacionais decidem franchisar».

O responsável admitiu que o desfecho do concurso público internacional lançado pela autarquia teve um «efeito positivo» na comercialização do centro comercial, mas escusou-se a fazer mais comentários sobre o assunto, nomeadamente sobre a existência de mercado, em Leiria, para uma segunda superfície do género. Relativamente à demora na concessão de licenciamento, afirmou apenas não considerar «razoável que um investimento desta ordem demore oito anos a licenciar».

Vendas de 77 milhões no primeiro ano

O LeiriaShopping, que representa um investimento de cerca de 79 milhões de euros (onde se incluem seis milhões de euros no reforço das infra-estruturas viárias), conta com 44.395 metros quadrados de área bruta locável (ABL), incluindo estacionamento gratuito com capacidade para 1.980 viaturas.

O novo centro comercial, apresentado quinta-feira passada à comunicação social, representa a criação de 900 postos de trabalho e a contratação, em fase de obra, de seis milhões de euros a empresas da região de diversas áreas.

Localizado junto aos acessos da A8 e A17, o LeiriaShopping irá servir uma população de 529 mil habitantes, numa área de influência a 30 minutos de distância, dos quais mais de 80% são já utilizadores do actual hipermercado Continente.

Com a abertura do novo espaço prevê-se que o número de visitas anual cresça dos actuais cinco, para oito milhões, e que as vendas no primeiro ano de funcionamento atinjam os 77 milhões de euros.

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros. 

Exportações de moldes atingem novo recorde em 2016

Em 2016, as exportações da indústria portuguesa de moldes ascenderam a 626 milhões de euros, o que representa o quinto recorde consecutivo e a primeira vez que ultrapassam a barreira dos 600 milhões de euros. Aquele valor representa um acréscimo de 92% face a 2010.