Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Actualidade

OCDE defende nova era de indicadores estatísticos

O progresso social e o bem-estar das pessoas requer a criação de uma nova geração de indicadores, caso contrário a confiança do cidadão nas instituições e na capacidade dos governos responderem aos seus problemas continuará a decair, alerta o secretário-geral da Organização para a Cooperação Económica e o Desenvolvimento (OECD na sigla inglesa), citado pelo Dinheiro Digital.

Gurría defende a criação de novas ferramentas estatísticas que possam ir além da tradicional medição dos recursos económicos. O responsável da OCDE afirmou que a prossecução de objectivos de bem-estar social implica a medição de expectativas; do nível de satisfação das pessoas em relação à forma como preenchem o seu tempo, às variáveis de remuneração do trabalho e das suas capacidades; o efeito da sua participação cívica.

A distância entre as evidências macroeconómicas e as percepções das pessoas não deriva da falta qualidade das estatísticas, mas sim de uma utilização inadequada dos indicadores, acrescentou.

As métricas sobre a produção já não fazem sentido, defendeu. «Precisamos de focar-nos em assuntos como a sustentabilidade» e nas políticas de crescimento amigas do ambiente. É importante medir «outras formas de desigualdade» como rendimento, riqueza, saúde, educação e participação política, defende a organização para a Cooperação e o Desenvolvimento.

LE com Dinheiro Digital

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros. 

Exportações de moldes atingem novo recorde em 2016

Em 2016, as exportações da indústria portuguesa de moldes ascenderam a 626 milhões de euros, o que representa o quinto recorde consecutivo e a primeira vez que ultrapassam a barreira dos 600 milhões de euros. Aquele valor representa um acréscimo de 92% face a 2010.