Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Empresas

Abrantina e Lena Construções com adjudicações de 58 milhões no parque escolar

A Construtora Abrantina e a Lena Engenharia e Construções, em consórcio com a MRG, têm a seu cargo a execução de obras de modernização de oito escolas, cujo prazo de execução varia entre 15 e 18 meses, e representa um investimento total não ordem dos 90 milhões de euros. Estas obras fazem parte do Programa de Modernização do Parque Escolar do Ensino Secundário – Fase 2ª, revelam em comunicado.

Entre as escolas adjudicadas ao consórcio encontram-se a Escola Secundária Rainha D. Leonor e Escola Artística de António Arroio (ambas em Lisboa); Escola Secundária Engenheiro Acácio Calazans Duarte (Marinha Grande); Escola Secundária de Públia Hortênsia de Castro (Vila Viçosa); Escola Secundária de Virgílio Ferreira; Escola Secundário de Prof. Herculano Carvalho e Escola Secundária Padre António Vieira, todas em Lisboa. Inclui-se ainda a Escola Secundária de Afonso de Albuquerque – Sé (Guarda).

O programa tem como principal objectivo iniciar um ciclo de recuperação de alguns estabelecimentos escolares do ensino secundário, corrigindo problemas de construção existentes e melhorando as condições de adaptabilidade, segurança e acessibilidade.

Neste momento, está a dar-se inicio à fase 2A, que contempla obras de modernização em 75 estabelecimentos de ensino de Norte a Sul do País.

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros.