Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Actualidade

Peniche vê aprovado financiamento para investigação em energia das ondas a partir de 2010

A câmara de Peniche e vários parceiros tecnológicos obtiveram um financiamento de três milhões de euros para investigar tecnologia usada em projecto pioneiro de produção de energia das ondas ao largo da praia da Almagreira.

«Temos a oportunidade de a partir de 2010 aprofundar a investigação ao nível da tecnologia [de produção de energia] para as ondas de fundo juntando parceiros públicos e privados», disse à agência Lusa o presidente da câmara, António José Correia.

O projecto de investigação “SURGE” (Simple Underwater Renewable Generation of Eletricity- produção de energia renovável debaixo de água) envolve um investimento de cinco milhões de euros, dos quais três milhões são financiados pela Comissão Europeia, após a aprovação de uma candidatura ao Sétimo Programa Quadro de Investigação e Desenvolvimento.

O trabalho vai ser desenvolvido durante três anos e consiste, segundo o autarca, no estudo da tecnologia “Wave Roller”, desde a concepção e construção do protótipo à monitorização dos dados obtidos na produção de energia.

Trata-se de um equipamento pioneiro, com pás que oscilam debaixo de água face ao movimento das ondas e que foi testado pela primeira vez a nível mundial na praia da Almagreira (Peniche) em 2007, tendo sido retirado depois da água por problemas técnicos que têm de ser melhor estudados.

A inovação foi criada em 2007 pela empresa finlandesa AW Energy para ser comercializada e testada em Portugal pela empresa Eneólica, do Gurpo Lena, durante uma primeira fase de demonstração do projecto-piloto.

O objectivo dos promotores passa por vir aí a criar na praia da Almagreira um grande parque mundial de energia das ondas e entrar numa fase de exploração comercial do projecto com uma potência instalada entre os 50 e os 100 megawatts (MW).

Em relação ao projecto de investigação, destinado a fomentar a economia ligada ao mar, abrange vários parceiros, entre os quais empresas estrangeiros ligadas às energias renováveis, Eneólica, Centro de Energia das Ondas, institutos de investigação.

Estão também envolvidos os Estaleiros Navais de Peniche, onde foi montada a tecnologia escocesa “Pelamis”, um sistema que flutua à superfície sobre as ondas para produzir energia e que veio a ser instalado no Parque de Energia das Ondas da Aguçadoura, Póvoa do Varzim.

Lusa

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros.