Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Actualidade

Mais Centro recebeu 75 candidaturas para apoios no âmbito da ciência e tecnologia

O programa Mais Centro recebeu – no âmbito dos regulamentos Sistema de Apoio a Infra-estruturas Científicas e Tecnológicas (SAICT) e Sistema de Apoio a Parques de Ciência e Tecnologia e Incubadoras de Empresas de Base Tecnológica – 70 candidaturas individuais para obter apoios na área de infra-estruturas científicas e tecnológicas, envolvendo investimentos de 148 milhões de euros, revela em comunicado.

O programa recebeu ainda cinco candidaturas colectivas a incentivos para Parques de Ciência e Tecnologia, cujo investimento total é de 127 milhões de euros.

«Esta dinâmica da procura por parte dos agentes envolvidos (universidades, politécnicos, centros de I&D, centros tecnológicos, autarquias e outros actores) é um excelente sinal para uma região que procura, como opção estratégica, e tem condições para estar na primeira linha da economia do conhecimento e da inovação, o que constitui hoje uma condição indispensável para o progresso económico e para o bem-estar social», comenta Alfredo Marques, presidente da Comissão Directiva do Mais Centro, citado em comunicado.

Os projectos a aprovar no âmbito do Sistema de Apoio a Infra-estruturas Científicas e Tecnológicas visam, essencialmente, contribuir para a qualificação do Sistema Científico e Tecnológico e a sua interacção com o tecido produtivo, estimular relações institucionais entre empresas, unidades de investigação e instituições de ensino superior, desenvolver uma rede coerente de equipamentos e infra-estruturas em instituições de investigação científica e tecnológica e consolidar e desenvolver redes de equipamento científico de uso comum.

Os projectos enquadrados no Sistema de Apoio a Parques de Ciência e Tecnologia e Incubadoras de Empresas de Base Tecnológica, por seu lado, visam expandir e consolidar a rede regional de infra-estruturas de acolhimento e apoio a actividades de Ciência e Tecnologia, a valorização económica e social dessas actividades e de resultados de Investigação e Desenvolvimento (I&D), bem como promover processos de transferência de tecnologia entre entidades do Sistema Científico e Tecnológico Nacional e o tecido produtivo.

Recorde-se que o Mais Centro – Programa Operacional Regional do Centro – é um instrumento do Quadro de Referência Estratégico Nacional (QREN), assinado pela Comissão Europeia e pelo Governo português em Outubro de 2007, que tem como objectivo promover a coesão e a competitividade na Região Centro entre 2007 e 2013.

O Mais Centro dispõe de uma dotação FEDER de 1,7 mil milhões de euros, a que se associa uma comparticipação nacional de cerca de 1,2 mil milhões de euros, perfazendo um total de 2,9 mil milhões de euros de investimento directo na região Centro.

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros.