Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Actualidade

Governo cria Fundo de Recuperação de Empresas que poderá chegar aos 750 milhões

O Governo anunciou hoje a criação de um Fundo de Recuperação de Pequenas e Médias Empresas (PME), que terá uma participação estatal de 15,2%, e que poderá atingir os 750 milhões de euros. O capital inicial subscrito é de 395 milhões de euros.

Em comunicado conjunto, os ministérios das Finanças e da Economia esclarecem que o fundo, criado em parceria com os cinco maiores bancos portugueses, terá uma duração de 15 anos, com um período de investimento de três a cinco anos, e poderá actuar em todos os sectores de actividade, exceptuando o financeiro.

Este Fundo de Recuperação, que será regulado pela Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), «visa a apoiar a reestruturação de empresas com potencial económico, mas com estruturas financeiras desajustadas», revela o comunicado.

A reestruturação assenta na «conversão dos créditos detidos pelo sistema financeiro ou pelo próprio Estado em capital social e/ou em outros instrumentos de dívida. A intervenção do Fundo deverá incluir também injecções de capital para suportar o desenvolvimento das sociedades», adianta.

As operações de reestruturação empresarial serão analisadas e seleccionadas pela entidade gestora do Fundo.

LE com Lusa

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros.