Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Empresas

Consultora Advank aconselha reestruturação do sector da estética

Um estudo desenvolvido pela consultora Advank para a Everbeauty – empresa de estética e cosmética – aponta para uma eminente reestruturação de âmbito nacional, no sector da beleza, particularmente ao nível dos prestadores de serviços de estética, nomeadamente salões de cabeleireiro e institutos de beleza, revela em comunicado.

O estudo refere que estas empresas vivem, na sua maioria, uma situação financeira muito debilitada, que se tem vindo a agravar ao longo dos últimos anos.

As perdas registadas, e o fecho de algumas unidades, ficam a dever-se tanto à quebra da procura, como ao facto de, nos últimos anos, terem surgido inúmeras empresas prestadoras deste tipo de serviços. Segundo a Advank, calcula-se que aproximadamente 23% dos salões de cabeleireiro e 37% dos institutos de beleza nacionais têm menos de dois anos de existência.

Do lado da procura registam-se também algumas alterações importantes, que poderão acelerar ainda mais esta reestruturação. Dada a actual conjuntura, as pessoas alteraram os seus hábitos. Actualmente a ida ao cabeleireiro é menos frequente, sendo que 45% das mulheres afirma ir ao cabeleireiro apenas quatro vezes por ano e aproximadamente e 36% afirma faze-lo uma vez por mês.

A Everbeauty, enquanto entidade ligada ao sector, reforça a ideia de que muitas destas pequenas empresas poderão vir a desaparecer, mas considera que «para aquelas que permanecem é uma excelente oportunidade para reforçarem a sua posição, apostando em questões como o atendimento, a qualidade dos produtos, a imagem, o serviço, a formação e o conhecimento do mercado».

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros.