Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Actualidade

Instituto Ibérico de Nanotecnologias arranca, em 2009, com investigação científica

O Instituto Ibérico de Nanotecnologias (INL) de Braga inicia, no final de 2009, a actividade de investigação científica, após a contratação de investigadores portugueses, espanhóis e doutras nacionalidades, revelou à Lusa o seu presidente.

Luís Magalhães adiantou que serão contratados, ainda este ano, os primeiros dos 200 investigadores que, a partir de 2010, trabalharão na instituição, em conjunto com 200 outros estudantes de doutoramento e funcionários.

«O processo de recrutamento de cientistas já arrancou, mas está a ser feito com muito cuidado, dado que se pretende a colaboração dos melhores nesta área a nível mundial», frisou Luís Magalhães.

O responsável revelou ainda que, para além do complexo de laboratórios cuja construção está concluída dentro de alguns meses, será lançado, em 2010, um edifício para incubação de empresas do ramo.

«Queremos que, sempre que possível, a investigação produzida no INL seja transferida para empresas e destas para a vida real», afirmou, frisando que o centro de incubação receberá firmas portuguesas, espanholas ou de outros países.

Realçando o carácter internacional do INL, Luís Magalhães revelou que, logo que esteja a funcionar em pleno, o organismo irá ponderar a adesão de novos países, que poderão aderir na qualidade de “estados-membros”, o que reforçará as suas capacidades científica e de investigação.

«Os estatutos, aprovados pelos governos e parlamentos de Portugal e Espanha, prevêem a possibilidade de adesão de outros países quer da União Europeia quer de qualquer outro continente», acentuou.

O INL terá, ainda, uma vertente de divulgação – um Centro de Ciência Viva – que será lançado pelo Ministério da Ciência e Ensino Superior dedicado às nanotecnologias.

O instituto é dirigido, em termos de gestão diária, pelo espanhol José Rivas Rey, catedrático da Universidade de Santiago de Compostela.

O INL, cuja primeira pedra foi lançada em 2007 em Braga, durante a 23.ª Cimeira Ibérica, tem um investimento inicial de 30 milhões de euros – igual ao orçamento anual previsto.

Em 2008 arrancou a construção do primeiro edifício do complexo, que fica situado em terrenos municipais no centro de Braga.

Lusa

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros.