Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Actualidade

Reabilitar o centro histórico de Leiria custa 438 milhões

Para reabilitar o centro histórico de Leiria são necessários 438 milhões de euros, segundo o “Estudo de enquadramento estratégico da área crítica de recuperação e reconversão urbanística da cidade de Leiria”, elaborado pela Parque Expo, cujo relatório final foi apresentado anteontem, em reunião de câmara, revela o Diário de Leiria.

Do custo total da intervenção, apenas 9% representam investimento público, o que equivale a 39 milhões de euros, sendo que o município leiriense já tem assegurado um financiamento de 6,7 milhões de euros para intervir na área crítica, cujas obras totalizam 9,6 milhões de euros, no âmbito do programa Parcerias para a Regeneração Urbana, um financiamento que surge através do Quadro de Referência Estratégico Nacional (QREN), adianta o diário.

Foram identificados 200 edifícios a precisar de intervenção, de um total de 488, sendo que daqueles a necessitarem de acções de reabilitação 98 estão muito degradados, 54 devolutos e cerca de 20 em ruína. Quarenta e quatro estão ocupados.

LE com Diário de Leiria

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros.