Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Actualidade

Governo russo prevê mais meio milhão de desempregados

O crescimento económico russo vai fixar-se este ano nos seis por cento, apesar da «dinâmica negativa» registada no quarto trimestre devido à crise económica mundial, disse hoje o primeiro ministro, Vladimir Putin.

«Apesar de uma dinâmica negativa no quarto trimestre, a economia russa e o ambiente social vão acabar o ano no lado positivo», afirmou Putin, numa reunião do conselho de ministros do país, segundo as agências de notícias russas.

«O crescimento do produto interno bruto deverá situar-se nos 6%», disse Putin, acrescentando que a inflação deverá fixar-se nos 13,5%.

Os economistas esperam uma contracção da economia no quarto trimestre do ano, mas o Governo de Moscovo negou que o país esteja em recessão e Putin não adiantou quaisquer números sobre o quarto trimestre deste ano.

Por outro lado, a ministra da Saúde e Desenvolvimento Social, Tatyana Golikova, estima que existirão meio milhão de desempregados no próximo ano, reflectindo o abrandamento económico.

«Prevemos entre 2,1 e 2,2 milhões de desempregados», disse, citado pela agência de notícias RIA Novosti. Actualmente, cerca de 1,5 milhões de pessoas estão registadas como desempregadas nos centros de desemprego russos.

No início deste mês, o ministro do Desenvolvimento Económico disse que o número de desempregados poderia aumentar um milhão em 2009, chegando aos 5,6 milhões, o que representa um aumento da taxa de desemprego para 7,6%, contra os 6,3% em 2008.

A Rússia tinha em Agosto um total de 4,5 milhões de desempregados, de acordo com inquéritos do Serviço Estatal de Estatísticas, que incluem aqueles que não estão registados nos centros de desemprego.

Lusa

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros.