Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Actualidade

Empresas terão novos apoios fiscais

O Executivo de Sócrates desenhou um plano de apoio às empresas que prevê novas linhas de créditos e apoios fiscais. No âmbito fiscal será instituído o regime de autoliquidação do IVA para os fornecedores de organismos estatais. Significa que serão estes organismos a pagar o IVA e não os fornecedores, explica a Lusa.

Por outro lado, o pagamento especial por conta será reduzido para mil euros e os reembolsos do IVA serão acelerados, com a redução do limiar para três mil euros, segundo explicou no Conselho de Ministros, o ministro das Finanças, Teixeira dos Santos.

Além disso será instituído um regime de crédito fiscal que pode atingir até 20%, dependendo do impacto que a empresa terá no emprego.

Foi ainda criada uma linha de crédito de dois mil milhões de euros para pequenas e médias empresas (PME) e será criado um fundo industrial. O investimento privado agrícola será também um dos sectores beneficiados através do co-financiamento comunitário e de uma linha de crédito de cerca de 170 milhões de euros.

Lusa

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros.