Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Actualidade

Turismo: chineses pretendem investir na Ilha do Sal

Uma delegação de empresários chineses de Sanya visitará o Sal no início de 2009, pela primeira vez, para «estudar as potencialidades turísticas» daquela ilha cabo-verdiana, anunciou hoje à agência Lusa a vereadora Luceth Santos.

«Eles estão muito interessados em projectos nas áreas do turismo e da formação e ficaram encantados com a nossa cultura», disse Luceth Santos acerca da sua participação na Conferência Internacional das Cidades Geminadas com Sanya, que decorreu no fim-de-semana.

Sanya, que assinou há um ano um acordo de geminação com o Sal, é a mais conhecida estância balnear de Hainan, uma ilha tropical situada no extremo sul da China.

Luceth Santos viajou acompanhada pelo vereador da Juventude e Desporto, Gilson Lima, e a cantora Maria de Barros, que actuou no domingo em Sanya.

«É uma viagem muito cansativa (com escalas em Lisboa, Amesterdão e Hong Kong), mas valeu a pena. O turismo aqui está muito desenvolvido e esta relação com Sanya é benéfica para o Sal e para Cabo Verde», disse Luceth Santos.

Lusa

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros.