Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Responsabilidade Social Empresarial

inCentea adopta código de ética

A inCentea, empresa de tecnologias de gestão sedeada em Leiria, adoptou um código de ética que estabelece comportamentos de referência e princípios éticos a seguir pela organização e seus colaboradores, revela em comunicado. Com esta iniciativa, a empresa pretende «consolidar a confiança dos seus colaboradores, clientes, fornecedores, parceiros e accionistas».

«O Código de Ética da inCentea resultou de um trabalho conjunto de um grupo representativo dos colaboradores da organização, que através de sessões de reflexão e brainstorming apuraram alguns princípios éticos baseados na cultura organizacional da inCentea, como a responsabilidade, a transparência, o mérito e a cidadania, entre outros», explica.

A iniciativa integra-se num conjunto de boas práticas empresariais levadas a cabo pela inCentea, que integrou este verão um estudo nacional de boas práticas empresariais, financiado pelo Fundo Social Europeu, pelo governo português e pelo Programa Operacional Emprego, Formação e Desenvolvimento Social (POEFDS), adianta o comunicado.

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros.