Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Actualidade

Ex-economista-chefe do FMI antecipa falência de um dos maiores bancos de investimento

O pior da crise financeira global ainda está por vir e um dos maiores bancos dos Estados Unidos deverá ir à falência nos próximos meses, resultado da crise de crédito na maior economia do mundo, alerta Kenneth Rogoff, ex-economista-chefe do Fundo Monetário Internacional (FMI), em declarações à Reuters.

«Creio que a crise financeira [nos Estados Unidos] está talvez a meio. Até vou mais longe e dizer que ‘o pior ainda está para vir’», afirmou, adiantando que «o sector financeiro precisa de encolher» e que não acredita que seja suficiente que somente alguns bancos de pequena e média dimensão declarem falência.

«Não vamos assistir apenas à falência de bancos de média dimensão nos próximos meses, vamos ver uma bancarrota notável, ver um dos grandes, um dos maiores bancos de investimento ou dos grandes bancos [a entrar em processo de falência]», afirmou, sem referir qual o banco em questão.

LE com Diário Económico online

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros.