Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Empresas

Royal Óbidos representa investimento de 200 milhões

André Guerra

O empreendimento Royal Óbidos SPA & Golf Resort, um investimento de 200 milhões de euros a repartir entre o Grupo Oceânico e a MSF TUR.IM, verá a primeira fase concluída dentro de dois anos, revelou José Fortunato, administrador da sub-holding do Grupo MSF para o imobiliário turístico. A construção do campo de golfe já arrancou. As componentes imobiliária e hoteleira terão início até final do ano.

O resort, considerado Projecto de Interesse Nacional (PIN), vai nascer num terreno com cerca de 130 hectares, com vista sobre o Atlântico e a Lagoa de Óbidos.

O projecto integra um campo de golf de 18 buracos com a assinatura de Severiano Ballesteros, um hotel de 5 estrelas e aldeamentos turísticos de 4 e 5 estrelas. No total, está prevista a construção de 650 unidades e a disponibilização de 2.360 camas.

O empreendimento integra ainda um conjunto de equipamentos e infra-estruturas complementares, como clubhouse com equipamentos de lazer, academia de golfe, clube de ténis, Spa e health club, zona desportiva multiusos. Integra ainda country clube com creche e sala de jogos infantis, biblioteca, restaurante, bar e zona comercial.

A construção será dividida em cinco fases: condomínios de apartamentos de diversas tipologias, moradias T2 a T4 e aparthotel. A área total de construção ascende a 80 mil metros quadrados e os preços dos imóveis variam entre 365 e 945 mil euros.

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros.