Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Actualidade

Energia: Pinho alerta para situação mundial «insustentável»

O ministro da Economia, Manuel Pinho, alertou hoje para a situação económica «insustentável» global e previu a possibilidade de uma ruptura energética. «Tudo gira em torno da economia e do ambiente. A situação [mundial] em que vivemos é insustentável do ponto de vista económico», afirmou Manuel Pinho na 2ª Conferência Internacional sobre Alterações Climáticas e Segurança Energética, em Lisboa.

Manuel Pinho, que falava na Assembleia da República, onde se realiza a conferência, organizada pela Comissão do Poder Local, Ambiente e Ordenamento do Território, admitiu que «se nada de substancial ocorrer, vai haver uma ruptura do ponto de vista ambiental e energético, em termos de planeta.», cita a agência Lusa.

«É necessário agir o mais rapidamente possível e, quanto mais adiarmos o problema, maior será o custo», sublinhou. Manuel Pinho reforçou ainda a ideia de que a Comissão Europeia deve definir objectivos em matéria de ganhos de eficiência energética mais ambiciosos até 2020.

Actualmente, Bruxelas quer que as famílias, os transportes e a indústria aumentem a eficiência energética em 20% até 2020, mas o ministro reiterou o objectivo do Governo de aumentar em 50% a eficiência energética portuguesa até essa mesma data.

«Temos de olhar para o médio prazo. Se cada país constituir uma carteira de tecnologias ou de medidas tomadas, é possível atingir o objectivo em 2020», referiu. O governante lamentou que a energia e o ambiente estejam «a utilizar tecnologias de há 30 anos.»

Com a subida do preço do petróleo, há uma oportunidade para «provocar uma ruptura na mudança tecnológica das energias«, apostando nas energias renováveis, defendeu. Manuel Pinho considerou que é importante a criação de um preço mundial para as emissões de CO2, factor que incentivaria o investimento em novas tecnologias.

O ministro alertou também para a relevância da criação do mercado europeu de energia, considerando-o «extremamente importante».

Na conferência, Morgan McSwiney, administrador na Unidade Política do Conselho Europeu alertou para as mudanças climáticas, que embora por si só não conduzam a conflitos, estão estritamente ligadas à capacidade de governação actual nos países menos desenvolvidos.

LE com Lusa

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros.