Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Actualidade

Plano de compensações para região Oeste concluído até Julho

O ministro das Obras Públicas afirmou hoje que o plano de investimentos para a região Oeste estará concluído no próximo mês, recusando adiantar quais os projectos que vão ser financiados pelo Governo, revela a agência Lusa. Mário Lino esteve reunido hoje nas Caldas da Rainha com autarcas para discutir o plano de acção que contemplará as medidas compensatórias pela decisão de abandonar a construção do aeroporto na Ota.
.
Na quarta reunião onde estiveram também presentes vários secretários de Estado «passaram em revista» todos os projectos passíveis de virem a ser apoiados. «Não vou dizer nada sobre o plano, só quando estiver aprovado. Estamos empenhados para que antes do Verão tudo esteja concluído», frisou Mário Lino, em declarações aos jornalistas no final de quatro horas de reunião.

O plano destina-se «a criar todas as infra-estruturas necessárias e promover todas as acções necessárias para que a região se possa desenvolver», disse, especificando que vai abranger as áreas do turismo, agricultura, património cultural, infra-estruturas de saúde e transportes.

O ministro, que coordena os trabalhos, referiu ainda que não sabe qual o montante a atribuir à região, admitindo apenas que se trata de «um montante com significado». Por seu lado, Carlos Lourenço, presidente da Associação de Municípios do Oeste disse que se «progrediu muito nesta reunião», escusando-se também a adiantar quais os projectos que já estão negociados.

Os autarcas reclamam entre outras medidas a requalificação da linha do Oeste e a construção do IC11 entre Carregado e Peniche.

LE com Lusa

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros.