Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Actualidade

Euribor a seis meses bate máximo dos ultimos sete anos e meio

As taxas de referência do mercado monetário interbancário europeu registaram hoje uma subida para os valores mais elevados dos últimos sete anos e meio, tendo-se cifrado em 5,113%. É o resultado do presidente do Banco Central Europeu (BCE), Jean-Claude Trichet, ter admitido ontem que as taxas de juro na zona euro poderão aumentar já no mês que vem.

«Os especialistas recordam que, devido aos efeitos da crise de crédito, os bancos europeus continuam com bastante receio de emprestarem dinheiro entre si, cobrando juros cada vez mais elevados uns aos outros, já que temem que os activos que as instituições financeiras possuem e que garantem estes empréstimos poderão ter um valor bastante inferior ao estimado», explica a edição online do Diário Económico.

LE com Diário Económico online

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros. 

Exportações de moldes atingem novo recorde em 2016

Em 2016, as exportações da indústria portuguesa de moldes ascenderam a 626 milhões de euros, o que representa o quinto recorde consecutivo e a primeira vez que ultrapassam a barreira dos 600 milhões de euros. Aquele valor representa um acréscimo de 92% face a 2010.