Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Actualidade

Comerciantes e moradores querem criar condomínio para gerir centro histórico

Os comerciantes e moradores do Centro Histórico de Leiria pretendem criar um condomínio para gerir o aquela zona, revela a edição de hoje do Diário de Leiria. É o resultado do impasse em que se encontram alguns dos projectos de requalificação, adianta o diário.

«Numa primeira fase, os comerciantes estão a embelezar aquela zona, pintando as fachadas das lojas e dos prédios devolutos e colocando floreiras nas ruas. Posteriormente, a intenção – e já foram feitos contactos junto da maioria dos comerciantes e moradores – é avançar com a criação do condomínio (espécie de entidade gestora apenas daquela zona) que organize actividades de dinamização da Zona Histórica, independentemente dos projectos de requalificação previstos», adianta o jornal.

Luís Ferreira, um dos promotores da criação do condomínio, afirma que o grupo integra 15 pessoas, entre comerciantes e moradores, e que a lista deverá engrossar nas próximas semanas.

LE com Diário de Leiria

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros.