Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Empresas

Empresas iniciam estudos de prospecção de petróleo em Alcobaça

Duas empresas estrangeiras «vão avançar, em breve, com estudos de prospecção de combustíveis fósseis em dez freguesias do concelho», numa área de 120 quilómetros quadrados,anunciou a Câmara Municipal de Alcobaça.

Os estudos de prospecção vão ser realizados pelas empresas Mohave e Seispros e envolvem «a colocação de estacas no terreno, espaçadas entre si em apenas 300 metros, com a finalidade de se elaborar uma malha de cabos no terreno», revela o comunicado.

«Cada estaca funcionará como receptora de emissão de ondas no subsolo, e a malha de cabos, bastante densa, deverá abranger uma área de 120 quilómetros quadrados, permanecendo no terreno por um período entre 15 dias a três semanas», adianta.

Numa fase inicial «serão estabelecidos contactos de sensibilização com as populações locais, em especial com os proprietários» dos terrenos, nas freguesias de Alcobaça, Alpedriz, Bárrio, Cós, Évora de Alcobaça, Maiorga, Montes, São Vicente, Prazeres e Vestiaria.

Segundo a autarquia, os trabalhos vão contar com «a colaboração das juntas de freguesia respectivas, forças de segurança e elementos da Associação dos Agricultores da Região de Alcobaça (APFRA).

A Câmara de Alcobaça solicita ainda que «a população que não interfira com o material colocado no terreno, uma vez que é demasiado dispendioso e indispensável para a referida investigação».

LE com Lusa

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros.