Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Actualidade

Comércio da China com espaço lusófono cresceu 35% em 2007

O comércio entre a China e os Países de Língua Portuguesa cresceu 35% em 2007 para 46,35 mil milhões de dólares (31,48 mil milhões de euros), disse à agência Lusa fonte oficial em Macau. Portugal é o terceiro parceiro da China no contexto da lusofonia com trocas comerciais de 2,2 mil milhões de dólares e um crescimento homólogo face a 2006 de 29%.

O comércio entre a China e os países de língua portuguesa, fortemente concentrado nas trocas comerciais entre a China e o Brasil e entre a China e Angola, mantém uma «forte tendência» de crescimento iniciada em Outubro de 2003 com o estabelecimento do Fórum para Cooperação Económica e Comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa, que tem na Região Administrativa Especial de Macau uma base de apoio de contactos e promoção.

Os valores apurados em 2007 indicam que o comércio entre a China e os países de língua portuguesa deverá ultrapassar já em 2008 a meta de 50 mil milhões de dólares traçada para 2009.

O principal parceiro lusófono da China é o Brasil, que viu entre Janeiro e Dezembro do ano passado as trocas comerciais crescerem 46,4% para um total de 29,7 mil milhões de dólares, seguido de Angola, com um aumento de 19,4% para trocas comerciais de 14,11 mil milhões de dólares.

LE com Lusa

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros.