Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Actualidade

Renováveis: Portugal já licenciou cerca de 9.000 MW, 22% acima da actual potência instalada

Portugal tem licenciados cerca de 9.000 megawatts (MW) de centrais de produção de electricidade a partir de fontes renováveis, um valor 22% acima da actual potência instalada, referem os dados da Direcção Geral de Energia e Geologia (DGEG), citados pela Lusa.

As estatísticas eferentes a Outubro de 2007 referem que no final desse mês a capacidade renovável instalada era de 7.366 MW. Desse total, 2.065 MW correspondem à potência eólica instalada no país, distribuída por 150 parques com um total de 1.125 aerogeradores. No entanto, a maior parte da energia produzida a partir de fontes renováveis refere-se à hídrica, que tinha em Outubro de 2007 uma capacidade instalada de 4.805 MW. Quanto à biomassa com cogeração, conta com uma capacidade instalada de 357 MW.

A produção de energia a partir de fontes renováveis está concentrada no Norte do país, devido à grande hídrica. Em termos de potência eólica, os distritos com maior potência instalada são Viseu, Castelo Branco, Coimbra, Lisboa, Vila Real, Santarém, Leiria e Braga.

LE com Lusa

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros.