Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Actualidade

Novo aeroporto vai para Alcochete

O governo anuciou hoje a decisão de construir o novo aeroporto em Alcochete, suportando a decisão no estudo do LNEC. A implantação do novo aeroporto em Alcochete vai permitir criar mais riqueza do que se fosse na Ota, conclui a análise financeira do estudo comparativo elaborado pelo Laboratório Nacional de Engenharia Civil (LNEC).

A riqueza proporcionada pelo novo aeroporto, medida pelo VAL (Valor Actualizado Líquido), será 331 milhões de euros superior em Alcochete face à Ota, revela o estudo. Caso a opção fosse pela Ota, a criação de riqueza ascenderia a 1.655 milhões de euros enquanto para Alcochete ascende a 1.986 milhões de euros. No entanto, «é muito positivo, o facto de ambas as opções serem criadoras de riqueza», sublinhou o coordenador da análise financeira, João Duque, em declarações à agência Lusa.

A dimensão da riqueza gerada é aferida pela diferença entre as receitas e os custos da exploração e investimento necessário ao aeroporto, bem como das acessibilidades.

A diferença poderá ser ainda maior e mais favorável a Alcochete, uma vez que a maior flexibilidade em termos de movimento/hora «pode funcionar como um factor potenciador», de acordo com o estudo.

Alcochete tem capacidade de navegabilidade superior à Ota

«Alcochete tem uma capacidade de navegabilidade superior à Ota, pelo que pode permitir um aumento de tráfego, retardando a expansão do aeroporto», explicou João Duque. Enquanto a Ota tem uma capacidade para 70 movimentos de aviões por hora, Alcochete admite 100 movimentos por hora.

Além da criação de riqueza, a análise financeira do estudo incidiu também sobre a exigência de investimento total que, mais uma vez, é favorável a Alcochete. Assim, enquanto a Ota exige um investimento de 5.191 milhões de euros, a preços de 2007, a opção por Alcochete permite poupar 260 milhões de euros, bastando um investimento de 4.926 milhões de euros.

Dos sete parâmetros analisados, quatro são favoráveis a Alcochete

No que diz respeito à dinâmica económica e empresarial, o estudo considera que «não existem disparidades significativas» entre as duas localizações, já que em ambas, o novo aeroporto «poderá gerar oportunidades para a reconversão de tecidos produtivos».

Neste domínio, a localização em Alcochete apresenta como principais vantagens «a recuperação de áreas industriais obsoletas da Península de Setúbal» e, em menor grau, o «impulso ao desenvolvimento económico do Alentejo», no eixo Vendas Novas – Évora – Elvas e Alentejo Litoral.

A análise financeira é um dos sete critérios usados pelo LNEC no estudo de comparação entre as duas localizações, que incluem também a segurança e eficiência das operações de tráfego aéreo, a sustentabilidade dos recursos naturias, a conservação da natureza e biodiversidade, o sistema de transportes terrestres e acessibilidades, o ordenamento do território, a competitividade e desenvolvimento económico e social, maior parte dos quais são favoráveis a Alcochete.

LE com Lusa

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros.