Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Actualidade

Mercado habitacional português triplicou em 20 anos

O mercado habitacional em Portugal triplicou em 20 anos, registando uma valorização média anual de 5,8%, segundo dados hoje divulgados pelo Índice Confidencial de Imobiliário. De acordo com o índice, que utiliza como amostra a base de dados do site imobiliário LardoceLar.com, de 98 a 2007 a valorização total nominal do mercado habitacional foi de 208%, cita a agência Lusa.

De 1988 a 1991, segundo o índice, o crescimento nominal atingiu um ritmo médio anual de 23,2% abrandando significativamente na década de 90, com a adesão do escudo ao Sistema Monetário Europeu e com a crise imobiliária de 1993.

Nessa altura, a valorização média anual passou a ser de 6,4%, crescendo, no final da década, para 9%, influenciada pelo bom desempenho da economia e do mercado imobiliário.

Um novo arrefecimento em ambos os contextos conduziu a um decréscimo da taxa de valorização média anual para 5,4% no final de 2001, estabilizando nos anos posteriores entre 1 e 2%. Em 2007, a valorização média anual foi de 1,3%.

LE com Lusa

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros.