Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Actualidade

Hong Kong é economia «mais livre do mundo» pelo 14º ano consecutivo

A Região Administrativa Especial de Hong Kong manteve em 2007, e pelo 14º ano consecutivo, o título de economia mais livre do mundo na classificação da Fundação Heritage. É o resultado da avaliação de dez categorias como a liberdade de comércio, finaceira e de investimento, direitos de propriedade, ou a independência face ao executivo, e abrangeu 157 países ou territórios numa lista que termina com a Coreia do Norte, revela a agência Lusa.

No agregado das categorias em análise, Hong Kong conta com 90,3 pontos, menos 0,3 pontos do que em 2006, mas manteve o primeiro lugar da tabela à frente de Singapura que obteve 87,4 pontos e da Irlanda com 82,4 pontos.

Da lista de países e territórios avaliados, apenas os primeiros sete – Hong Kong, Singapura, Irlanda, Austrália, Estados Unidos, Nova Zelândia e Canadá – são considerados como tendo economias livres, resultado da avaliação acima dos 80 pontos.

LE com Lusa

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros.