Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Actualidade

Comerciantes querem decisão sobre edifício da rodoviária no mesmo dia do mega-shopping

Os processos do mega-shopping e do edifício da rodoviária são indissociáveis, considera o grupo de investidores que quer transformar o terminal de autocarros da Avenida Heróis de Angola num centro comercial, que pede à Câmara de Leiria uma decisão simultânea sobre os dois projectos, revelava a edição de sexta-feira do Região de Leiria.

O semanário recorda que o projecto prevê um investimento de 60 milhões de euros e a criação de um centro comercial com 20 mil metros quadrados, além de estacionamento em cave para 600 carros.O consórcio de investidores inclui os grupos Regojo (Pierre Cardin, Massimo Dutti, Quebramar), Inditex (Zara, Pull and Bear, Bershka, Stradivarius, Oysho, Kiddy’s Class) e Unifato (Giovanni Galli, franchisado da Nike, Mango, Salsa, Ana Sousa e Levi’s), além da Leirigec (promotor do edifício Zara em Leiria) e de um fundo anónimo.

LE com Região de Leiria

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros.