Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Actualidade

Ansião aguarda decisão do TC sobre empréstimo da Câmara de Lisboa para pedir novo crédito

A Câmara de Ansião espera a decisão do Tribunal de Contas (TC) sobre o empréstimo pedido pela Câmara de Lisboa para estudar um novo crédito bancário, depois do TC ter chumbado o endividamento daquela autarquia em 1,5 milhões de euros, revela a agência Lusa.

«Pedimos dois empréstimos: um para consolidar todas as dívidas numa só; outro para fazermos face a algumas dívidas com empreiteiros e obras e aliviarmos a nossa dívida. O primeiro recebeu parecer positivo do TC, o outro não, alegando o tribunal que era para obras que estavam concluídas. Não temos nada a opor nem muitos comentários a fazer», disse à Agência Lusa o presidente da Câmara de Ansião, Fernando Marques (PSD).

O autarca admite pedir um novo empréstimo no início do ano: «Vamos fazer um estudo económico para apresentarmos um outro pedido. Mas primeiro vamos aguardar com alguma expectativa o parecer do TC sobre o pedido de empréstimo feito pela Câmara Municipal de Lisboa, que fará jurisprudência. Se for aprovado e se necessitarmos de pedir um novo empréstimo, recorreremos ao mesmo artigo».

Fernando Marques sublinha ainda que o chumbo do TC ao empréstimo solicitado não complica a situação da autarquia, porque «temos a dívida controlada e contratada com os fornecedores». Os 1,5 milhões de euros serviriam para «termos alguma liquidez» e «acelerar alguns pagamentos».

O empréstimo de 1,5 milhões de euros pedido pela Câmara de Ansião foi chumbado pelo TC fundamentando que o mesmo «consubstancia uma consolidação de passivos (…) aumentando indiscutivelmente o grau de endividamento líquido da autarquia». A Câmara de Ansião excedeu os limites de endividamento líquido em 2006, sofrendo este ano a retenção de fundos do Orçamento de Estado.

Lusa

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros.