Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Actualidade

Emprego: 23 empresas aderem à bolsa virtual do Universia

O portal Universia Portugal anunciou hoje que 23 entidades empresariais participam na primeira Bolsa Virtual Universia, que põe em contacto, de 3 a 14 de Dezembro, recém-licenciados e empresas com ofertas de emprego.

Em conferência de imprensa, Pedro Monteiro, director-geral da Universia Portugal, explicou que a Bolsa Virtual Universia é uma feira de emprego que decorre num ambiente virtual a que os jovens estão habituados.

«Há muito desemprego dos jovens universitários em Portugal e este é um contributo sério» para resolver o problema, revela Pedro Monteiro, que garante que esta feira virtual de emprego copia o modelo desenvolvido pela Universia espanhola adaptando-o à realidade de Portugal.

O responsável adiantou que as empresas têm disponíveis quatro pacotes de participação, com custos que vão de 1.500 euros para o pacote bronze até 6.500 euros para o platina, mas não têm quaisquer custos logísticos e têm acesso a todos os currículos apresentados pelos candidatos a emprego.

Oferta de emprego qualificado de nível universitário

Salientando que a oferta é exclusivamente de emprego qualificado de nível universitário, o director-geral da Universia Portugal indicou que os candidatos a emprego registam-se e preenchem um currículo standard, visitando depois os stands virtuais das empresas que quiserem, podendo optar por deixar apenas o currículo ou candidatar-se a ofertas específicas de emprego existentes nos stands de cada empresa.

É possível enviar mensagens de correio electrónico a pedir esclarecimentos ou contactar directamente as empresas via Skype (telefone sobre Internet), nos horários definidos pelas empresas.

Os candidatos a emprego que tenham dúvidas sobre as empresas a visitar têm à sua disposição um teste de orientação interactivo que, após resposta ao questionário, lhes sugere as empresas mais adequadas ao que pretendem.

As empresas podem colocar no seu espaço as apresentações, vídeos institucionais, cartazes promocionais e documentos para download (importação por Internet) que quiserem, precisou Pedro Monteiro, observando que têm também a possibilidade de fazer inquéritos aos candidatos a emprego.

O projecto Universia é uma rede de universidades de países de língua espanhola e portuguesa, da iniciativa do Banco Santander, de Espanha, que dedica 2,5% dos seus lucros ao mecenato, sendo três quartos para educação.

Rede marca presença em 11 países

A rede Universia está presente em 11 países, que incluem Espanha, Portugal, Brasil e Argentina, com sociedades anónimas próprias em cujo capital participam ou virão a participar universidades locais, precisou Pedro Monteiro, indicando que a rede deve chegar em 2008 a mais sete países latino-americanos, mas com ligação a sociedades já existentes.

Nuno Campos, director comercial da Universia Portugal, adiantou que o Universia tem 1.056 universidades associadas nos 11 países em que está presente, 108 reitores participam nos seus conselhos de administração e no primeiro semestre de 2007 teve 5,1 milhões de utilizadores.

Em Portugal, 20 universidades são sócias da Universia, incluindo todas as universidades públicas com excepção da Universidade do Minho e cinco privadas, tem 140 mil utilizadores por mês e 14.381 registados entre Janeiro e Outubro, indicou.

Nuno Campos precisou que 60% dos utilizadores do portal são universitários, 24% licenciados, 8% pré-universitários, 5% professores e investigadores e 3% pessoal não docente.

O projecto começou por ser um portal das universidades que evoluiu para uma rede, de acesso gratuito, que inclui vários conteúdos, desde teses e papers até anúncios classificados.

Lusa

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros.