Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Actualidade

Dono do Harrods está disponível para ajudar Portugal

O dono dos armazéns Harrods, Mohamed Al-Fayed, afirmou hoje aos jornalistas que está disponível para ajudar Portugal a promover os seus produtos. O empresário falava numa cerimónia nos armazéns Harrods que assinalava o lançamento de uma campanha de promoção de Portugal, enquanto destino turístico, no Reino Unido, na qual serão investidos 1,6 milhões de euros, revela a agência Lusa.

No âmbito desta campanha, Portugal vai ter publicidade e mostra de produtos no Harrods durante este mês, num investimento, segundo o secretário de Estado do Turismo, Bernardo Trindade, de 500 mil euros.

«Estou disponível para ajudar Portugal a promover [os seus produtos]», disse Al-Fayed, adiantando que Portugal «é um grande país e tem um grande potencial, não só na área da comida como nos têxteis, mobiliário e turismo». O Harrods «está disposto a ajudar», sublinhou.

Esta cerimónia contou com presença do secretário de Estado do Turismo e do presidente do Turismo de Portugal, Luis Patrão. Bernardo Trindade, em declarações aos jornalistas, afirmou-se satisfeito com as declarações de Al-Fayed.

LE com Lusa

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros.