Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Empresas

Janela Digital investe em pólo de I&D na Open

A Janela Digital, empresa do Grupo PT que desenvolve soluções tecnológicas para o imobiliário, vai abrir na Open, na Marinha Grande, um centro de investigação e desenvolvimento que representará um investimento anual de 200 mil euros, revela a edição de hoje do Região de Leiria.

A abertura deste pólo I&D na Marinha Grande prende-se com a expansão internacional da empresa, disse ao semanário o administrador Emídio Cunha. A Janela Digital entrou em Espanha em 2004 e marca também presença em Angola, Reino Unido e México. A curto prazo planeia ir para Cabo Verde e Brasil, refere Emídio Cunha.

Sedeada nas Caldas da Rainha, a Janela Digital conta com 150 colaboradores, 1.500 clientes activos e prevê facturar 4 milhões de euros em 2007. A empresa criou o portal casa.sapo.pt, tendo sido posteriormente adquirida pelo Grupo PT, relembra o jornal.

LE com Região de Leiria

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros. 

Exportações de moldes atingem novo recorde em 2016

Em 2016, as exportações da indústria portuguesa de moldes ascenderam a 626 milhões de euros, o que representa o quinto recorde consecutivo e a primeira vez que ultrapassam a barreira dos 600 milhões de euros. Aquele valor representa um acréscimo de 92% face a 2010.