Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Actualidade

Termas do Luso procuram parceiro estratégico

A Águas do Luso inventou uma nova fórmula de crescimento. O presidente da empresa, Alberto da Ponte, explica passo-a-passo como reforçou a liderança do mercado, numa altura em que procura parceiro estratégico para as termas. Os produtos, os números, a estratégia e as apostas de breve prazo são alguns dos assuntos tratados pelo presidente da Águas do Luso na INVEST de Setembro, que deverá estar nas bancas a partir da próxima segunda-feira.

Nesta edição, a revista revela também como vai funcionar a Plataforma Logística do Litoral, numa acção desenvolvida por dez municípios do Centro do País, entre os quais Leiria, Figueira da Foz e Coimbra.

Ao nível das empresas, a revista de Setembro destaca a capacidade de investigação, desenvolvimento e inovação de uma empresa leiriense, que acaba de conceber uma máquina que vai permitir fazer o maior tubo de plástico do mundo, com dois metros de diâmetro em que cada metro pesa qualquer coisa como 700 quilos. Esta encomenda “do outro mundo” vem do outro lado do mundo, da Austrália, e o tubo destina-se à extracção de minérios.

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros.