Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Actualidade

Peregrinos poderão voar em low cost até Fátima

A aviação comercial poderá levar milhares de peregrinos ao Santuário de Fátima com a utilização da pista da Giesteira, à semelhança do que já acontece com outras ‘rotas’ religiosas na Europa, através de serviços ‘low costs’, revela a edição de hoje do Diário de Leiria.

Francisco Vieira, ex-presidente da Região de Turismo Leiria/Fátima (RTL/F) e actual presidente da Sociedade de Reabilitação Urbana da Cova da Iria (SRUCI), David Catarino, presidente da Câmara Municipal de Ourém, a Aciso, associação comercial daquele concelho, a Junta de Freguesia de Fátima e o proprietário da pista da Giesteira, Joaquim Clemente, formam o grupo de trabalho que pretende transformar aquela pista num aeródromo regional. Um projecto ainda em “fase embrionária”, salienta o diário.

«A nossa intenção, neste momento, é estudar a viabilidade técnica e financeira desta pista se constituir como um aeródromo regional e, simultaneamente, avaliar os custos para os trabalhos e desenvolver um projecto que permita a sua execução», explicou ao Diário de Leiria Francisco Vieira, que coordena o grupo de trabalho.

LE com Diário de Leiria

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros.