Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Actualidade

Internet ameaça retirar anunciantes à TV

A Internet vai concorrer com a televisão pelo investimento dos anunciantes num futuro breve, embora o pequeno écrã tenha preços demasiado baixos e mantenha as preferências dos utilizadores, defendem quatro especialistas contactados pela Lusa.

«O que se verifica nos principais mercados é uma tendência generalizada para este mass media (televisão) perder terreno face a meios e acções que permitem direccionar e personalizar mensagens, como a Internet ou as acções de marketing relacional», afirma o presidente da agência de publicidade Brainstorm, Paulo Rato.

Uma questão de tempo

Segundo acredita, «é uma questão de tempo para a Internet e os novos media terem um peso no mínimo equivalente ao da televisão» até porque a lei do mercado irá imperar «à medida que a eficácia dos novos meios se equipare à da televisão».

Para Fernando Cruz, presidente da rede de agências de planeamento de meios Havas Media, a preferência dos anunciantes pela televisão acontece porque este continua a ser o meio com maior número de utilizadores.

Informação: jornais e meios on-line são os mais procurados

Apesar da prevalência da televisão nas escolhas que os anunciantes fazem dos meios onde anunciar, os especialistas confirmam que a Internet e os novos media estão a «ganhar terreno». A Internet «já ocupa um quarto do tempo dedicado ao consumo de meios», alerta o estudo citado por Fernando Cruz, concluindo ser já aos jornais e aos meios on-line que os portugueses «recorrem mais enquanto fontes de informação e pesquisa».

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros.