Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Empresas

Moldetipo reestrutura-se para oferecer solução global

A Moldetipo, grupo de empresas de moldes da Marinha Grande, investiu numa reestruturação com vista ao aproveitamento de sinergias, de forma a poder oferecer soluções completas ao cliente, o que envolveu a mudança de várias empresas para um só local (Pêro Neto, Marinha Grande), revela a edição de hoje do Jornal de Leiria. O grupo integra, para além da Moldetipo, a Engecam (engenharia e desenvolvimento de produto), a Plácido Roque (fabrico de moldes) e a Injectotipo (injecção de plásticos).

O semanário destaca o desenvolvimento de um produto inovador na Injectotipo – um copo em plástico biodegradável – uma área em que os responsáveis da unidade pretendem apostar. Para além do copo, poderão ser produzidas formas para queijos frescos e tee’s (suportes para bolas de golfe).

Para a Injectotipo está previsto um investimento entre os 150 e 200 mil euros em equipamento para aumentar a capacidade produtiva, enquanto na Plácido Roque deverão ser realizados investimentos na ordem de um milhão de euros, nomeadamente em tecnologia de corte e laser, para responder à redução dos prazos de entrega, sobretudo no ramo automóvel, adianta o Jornal de Leiria.

A Moldetipo factura cerca de 8 milhões de euros.

LE com Jornal de Leiria

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros.